Casa Brasileira implanta cadeira elevador em imóvel com arquitetura do século XVIII

A Casa Brasileira tem agora uma cadeira de acessibilidade que vai permitir o acesso
de todos ao centro de cultura, arte e gastronomia do Instituto Mpumalanga, instalado
no número 80 da Rua da Praia, no centro de São Sebastião.

Equipamento permitirá, já neste feriado, acesso de todos aos eventos em parceria com Vento Festival e Radio Vozes.

Segundo Adriana Saldanha, jornalista, Chef de cozinha e gestora da Casa Brasileira, “a
instalação da cadeira especial de acessibilidade reflete o compromisso de manter a integridade
do prédio e a responsabilidade da instituição, que acredita na cultura deste país num momento
tão triste, tão dramático em função do ocorrido com o Museu do Rio de Janeiro”. A cadeira
elevador vai possibilitar que as pessoas tenham oportunidade de acesso ao interior do imóvel
sede da Casa Brasileira, um casarão datado do século XVIII que integra o casario histórico de
São Sebastião, tombado pelo patrimônio. O casarão tem grandes escadas de madeira, que
levam ao piso superior onde acontecem atividades e mostras culturais realizadas pelo Instituto
Mpumalanga e abertas ao público. A instalação da cadeira não interfere nas paredes históricas
do imóvel, pois o equipamento corre por um sistema especial de trilhos fixados no chão.
“Existe uma arquitetura preservada no país, que precisa ser valorizada, vivenciada e estudada,
e quando as pessoas visitam a Casa Brasileira, que reúne um acervo indígena e muito da
cultura caiçara, têm a possibilidade de retomar um pouco da história da formação do povo
brasileiro”, explica Adriana. “A cadeira instalada no imóvel sede da Casa Brasileira é uma das
garantias de acesso que todos devem ter à cultura deste país”, completa.
A partir desta quinta-feira, 06 de setembro, até o próximo domingo, dia 9, a Casa Brasileira terá
uma programação especial, em parceria com o Vento Festival e com a Rádio Vozes

Patrícia Palumbo estará na Casa Brasileira.

na Casa Brasileira: o público poderá acompanhar entrevistas ao vivo da Rádio
Vozes ancoradas pela jornalista Patrícia Palumbo, de quinta (6) a domingo (9), das 17h às 19h.
Rodas de Conversa com plateia gratuita | Vento Festival e Casa Brasileira:
Ir para a gringa, como faz? – dia 07/09/2018 – sexta – 15h | Bate papo na Casa Brasileira
sobre carreira musical internacional, com a banda FingerFingerrr e a cantora Tiê – mediado por
André Whoong.
Som de mulher: os desafios no mercado da música – dia 08/09/2018- sábado – 15h | Roda
de Conversa sobre os desafios e perspectivas para as mulheres no mercado musical com
participação das cantoras Doralyce, Bia Ferreira, Ekena e Tiê, da produtora do Vento Festival,
Anna Penteado, e mediação da cantora Luciana Oliveira.

Serviço:
A Casa Brasileira abrirá de quinta (6/09) a domingo (9/09), em horário especial das 15h às 23h.
Cafés e petiscos especiais assinados pela Chef Adriana Saldanha.

 

Realização: Instituto Mpumalanga Apoio: Hotel Pousada Garoupas