TODAS POR ELAS NA LITERATURA TERÁ LIVRO DA IRANIANA MARJANE SATRAPI, NA SEGUNDA REUNIÃO DE LEITURA DE 2020

A reunião de leitura do Todas por Elas na Literatura, em fevereiro, na Casa Brasileira, em São Sebastião, será em torno do livro Persépolis, HQ  da artista gráfica, escritora e cineasta Marjane Satrapi. Em edição completa, o livro conta vários  períodos da vida de Marjane, que nasceu em Teerã durante o regime pró-ocidente do Xá Mohammad Reza Pahlevi.

 

 

Marjane Satrapi nasceu em 1969 na capital do Irã, onde viveu e estudou até os 14 anos de idade.  O livro Persépolis  traz as reflexões da autora sobre o impacto que a  Revolução de 1979, no Irã,   teve sobre sua vida e sobre a sociedade iraniana, com a derrubada da dinastia Pahlevi e instituição da República Islâmica sob comando dos aiatolás.  Da formação  progressista e ocidentalizada durante a infância no Lycée Français, em Teerã, à repressão do regime islâmico nas escolas. Da viagem à Áustria e do exílio na adolescência, para fugir do fundamentalismo religioso, ao retorno, já adulta, para seu país, onde estudou Belas Artes,  Marjane conta um importante período da história do Irã por meio de quadrinhos. O nome do livro, Persépolis, faz referência a uma das capitais do antigo Império Persa. Atualmente, Marjane mora na França.

Com curadoria literária da antropóloga e escritora Janaína de Figueiredo, Todas por Elas na Literatura é um projeto da Casa Brasileira que promove a leitura de gênero.  Lançado em outubro de 2018, a proposta é dar visibilidade à literatura feita por mulheres.  O projeto  surgiu para conectar mulheres e saberes com foco  no empreendedorismo e agrega a escrita feminina como fator importante nesse processo.   

No dia 18 de fevereiro, a mediação da reunião de leitura será feita por Ana Gabriela Araújo.